quarta-feira, 30 de junho de 2010

impressionismo















Primavera,Monet

6 comentários:

  1. Gostei desse espaço e da sua poesia..
    Parabéns..

    Ah, gostei também de seus comentários, sinceros..

    abraços

    ResponderExcluir
  2. É com o mesmo interesse e sinceridade que venho visitar o teu blog e o desejo de fotografar e colar nas entrelinhas do imaginário já se despontou! Sentir é lento mesmo mas até que eu gosto que assim seja. De veloz já basta todo o resto. Alguns dos miniversos, eu confesso, foram além do que eu vejo. É claro que nunca deve-se perguntar a um escritor o que ele quis dizer pois isso a gente sente, e, nós dois sabemos: "sentir é muito lento." Amo quando os versos brasileiros vestem-se de haikais e também os faço assim quando me é permitido por eles mesmos. Quanto ao meu texto, eu também o prefiro menor, parando no ponto de "êxtase", se assim posso dizer, mas acontece que alí vem vindo uma série de textos onde brinco com uma amiga muito querida, e daquela forma ele me veio eu deixei que se mostrasse como quis. No entanto, tenho muito desejo de mudá-lo mas não sei se convém. Um abraço. Obrigado pelo sincero comentário. Estou seguindo o blog para não perder nada. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante. A epigrafe ja diz a que veio o poema. Legal.

    ResponderExcluir
  4. capaz de eu me apaixonar. Há uns formas suas que foram muito comuns em minhas experiências de escrita, assim como você disse que há nos meus, algo que também já foi seu. Ótimo encontro.

    ResponderExcluir
  5. Bacana o blog, bela poesia.
    Gostei do estilo e das imagens e versos se complementando.
    A estetica do blog, como um todo, é boa.
    Parabéns. Abs

    ResponderExcluir